Contatos 11 3492-0169 11-5513-6064        11- 98255-6755 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS VOLTAR PRÓXIMA HOME
Bolonã ou Rodain; Bolonã nome dado no Jeje e Angola, e Rodain no Ketu/Nago são rituais muitos parecidos com uma mesma finalidade. O QUE É BOLONÃ? Bolonã   é   um   ritual,   que   hoje   em   dia   e   pouco   utilizado   na   maioria   das   casas   de   Candomblé,   porem de   suprema   importância.   Serve   para   confirmar   se   o   futuro   iniciado   será   um Yiawo   (se   bolar)   ou   Ogan ou   Ekedy   (se   não   bolar)   e   também   para   confirmar   o   Orixá   da   pessoa,   o   Bolonã   e   o   ÚNICO   ritual confiável e sem erro para descobrir o Orixa do   futuro   Yiawo,   não   se   confirma   Orixa   de   um   Yiawo   através   do   jogo   de   Búzios   ou   Opele   e   muito menos   através   da   Cabala   da   data   de   nascimento.   Hoje   em   dia   a   algumas   casas   que   mesmo   se   o iniciado   não   bolar   ou   incorporar   o   raspa   e   faz   a   pessoa   com   Yiawo   e   passa   a   ser   chamado(a)   de Oloyé. O   ritual   é   feito   com   uns   cânticos   e   toques      específicos      de   Bolonã   para   cada   Orixa,   aonde   a   pessoa que   vai   se   iniciar   passa   primeiro   pelos   ebós   específicos,   depois   o   Bori   e   só   na   hora   em   que   ela   tem que   se   recolher   para   o   Roncô   e   realizado   o   ritual   do   Bolonã,   antes   desse   ritual   não   se   deve   afirmar qual é o Orixa em que a pessoa será iniciada para evitar erros de interpretação. Pessoas   de   cargo   do   Ilé,   tocam,   cantam,   gritam,   saúdam   os   Orixás   um   á   um   a   começar   por   Exu   e termina   com   Oxalá      até   a   pessoa   desfalecer   (BOLAR)   na   hora   que   o   toque   e   cântico   se   referir      a divindade dela. BOLAR NO ORIXÁ Bolar   é   a   uma   das   primeiras   manifestações   de   um   Orixá   em   pessoa,   podendo   acontecer   geralmente de forma bruta e sem qualquer tipo de previsão ou apontamento para o fato. Normalmente   é   um   fato   que   acontece   durante   uma   festa   de   Orixá,   não   se   restringindo   a   só   a acontecer   nas   casas   de   santo,   podendo   a   acontecer   a   qualquer   lugar,   a   qualquer   momento   na   vida de uma pessoa. As   vezes   é   comum   ao   se   cantar   para   um   determinado   Orixá;   a   pessoa   é   vítima   de   tremores   e sobressaltos, caindo no chão inconsciente aparentemente desmaiada. Este   momento   é   visto   como   um   apelo   ou   um   pedido   do   Orixá   à   iniciação.   Bolar   vem   de   embolar,   e   é uma formar alterada do yorubá Bólónan (Bó, cair + lónan, no caminho). Bolar   é   o   mesmo   que   perder   a   consciência.   É   quando   a   energia   de   um   Orixá   passa   perto   de   uma pessoa    que    não    está    preparada    para    receber    tamanha    carga,    sendo    assim    está    pessoa    cai desfalecida, esse fenômeno é chamado de BOLAR NO ORIXÁ. Na verdade, O ato de Bolar é uma declaração pública de que aquele determinado Orixá quer a iniciação da pessoa, uma forma de chamar a atenção. Mas vale lembrar, que quando está bolado no Orixá não quer dizer que a pessoa esteja manifestada no Orixá, na verdade alí e o adormecimento dos sentidos corporais (desmaiada), mas Orí está acordado. A PESSOA QUE BOLAR TEM QUE INICIAR NO ORIXÁ ? Não, se iniciar no Orixa é uma escolha pessoal, sua! O   Orixá   manifesta   a   necessidade   daquela   pessoa   por   uma   iniciação,   mas   não   obriga   ninguém   a   se iniciar. ( leia sobre iniciação em outra postagem nesse blog). Quando   a   pessoa   é   acordada   deste   estado,   lhe   é   contado   o   que   aconteceu   e   dali   pra   frente   às decisões a serem tomadas partem dela, iniciar ou não! Orixá   não   obriga   e   nem   "cobra"   ninguém   a   nada.   Essa   história   de   que   se   bolar   tem   que   sair   raspada do   barracão   pois   pode   morrer   é   mentira,   pois   o   Orixá   entende   que   a   pessoa   tem   que   ajustar   a   vida aqui   fora,   levantar   o   dinheiro   e   se   preparar      pra   entrar   em   Roncó,   pois   a   iniciação   deve   ser   realizada com   total   consentimento   e   concordância   do   iniciado   com   alegria   e   amor   por   renascer   para   uma   nova     vida através do Orixá é para evitar futuros arrependimentos e pior o abandono da pessoa. Quando   a   pessoa   bola   durante   um   festa   de   orixá   ela   é   coberta   com   um   pano   branco   e   ela   é carregada   para   o   interior   da   Casa.   Lá   é   desvirada   (acordada   ou   despertada)   e   comunicada   do acontecimento.   Se   desejar,   já   permanecerá   para   a   iniciação   e   seus   familiares   e   futuros   irmãos   de santo   farão   os   preparativos.   Na   maioria   das   vezes,   volta   para   casa,   ficando   o   assunto   para   ser decidido mais tarde. Se   a   pessoa   mesmo   tendo   bolado   não   desejar   se   iniciar   é   recomendado   que   para   não   sofrer perseguição   de   energias   negativas   devido   sua   mediunidade   e   desequilíbrio   energético   fazer   uns ebós e o Bori (alimentar a cabeça)para poder continuar sua vida normalmente. Se   permanecer   no   terreiro,   será   na   qualidade   de   Abíyán,   uma   aspirante   (recém-introduzida   dentro do culto ou aquele que não iniciado como Elegun "feito de Orixá").
COMO FAZER UM PACTO DE RIQUEZA COM POMBA GIRA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS VOLTAR PRÓXIMA HOME
Bolonã ou Rodain; Bolonã nome dado no Jeje e Angola, e Rodain no Ketu/Nago são rituais muitos parecidos com uma mesma finalidade. O QUE É BOLONÃ? Bolonã    é    um    ritual,    que    hoje    em    dia    e pouco    utilizado    na    maioria    das    casas    de Candomblé,         porem         de         suprema importância.    Serve    para    confirmar    se    o futuro   iniciado   será   um   Yiawo   (se   bolar)   ou Ogan   ou   Ekedy   (se   não   bolar)   e   também para   confirmar   o   Orixá   da   pessoa,   o   Bolonã e   o   ÚNICO   ritual   confiável   e   sem   erro   para descobrir o Orixa do   futuro   Yiawo,   não   se   confirma   Orixa   de um   Yiawo    através    do    jogo    de    Búzios    ou Opele   e   muito   menos   através   da   Cabala   da data   de   nascimento.   Hoje   em   dia   a   algumas casas   que   mesmo   se   o   iniciado   não   bolar ou   incorporar   o   raspa   e   faz   a   pessoa   com Yiawo e passa a ser chamado(a) de Oloyé. O   ritual   é   feito   com   uns   cânticos   e   toques     específicos        de    Bolonã    para    cada    Orixa, aonde   a   pessoa   que   vai   se   iniciar   passa primeiro   pelos   ebós   específicos,   depois   o Bori   e   só   na   hora   em   que   ela   tem   que   se recolher   para   o   Roncô   e   realizado   o   ritual do   Bolonã,   antes   desse   ritual   não   se   deve afirmar   qual   é   o   Orixa   em   que   a   pessoa será      iniciada      para      evitar      erros      de interpretação. Pessoas   de   cargo   do   Ilé,   tocam,   cantam, gritam,    saúdam    os    Orixás    um    á    um    a começar   por   Exu   e   termina   com   Oxalá      até a   pessoa   desfalecer   (BOLAR)   na   hora   que o   toque   e   cântico   se   referir      a   divindade dela. BOLAR NO ORIXÁ Bolar   é   a   uma   das   primeiras   manifestações de      um      Orixá      em      pessoa,      podendo acontecer   geralmente   de   forma   bruta   e   sem qualquer   tipo   de   previsão   ou   apontamento para o fato. Normalmente     é     um     fato     que     acontece durante     uma     festa     de     Orixá,     não     se restringindo   a   só   a   acontecer   nas   casas   de santo,    podendo    a    acontecer    a    qualquer lugar,   a   qualquer   momento   na   vida   de   uma pessoa. As   vezes   é   comum   ao   se   cantar   para   um determinado   Orixá;   a   pessoa   é   vítima   de tremores    e    sobressaltos,    caindo    no    chão inconsciente aparentemente desmaiada. Este   momento   é   visto   como   um   apelo   ou um   pedido   do   Orixá   à   iniciação.   Bolar   vem de    embolar,    e    é    uma    formar    alterada    do yorubá    Bólónan    (Bó,    cair    +    lónan,    no caminho). Bolar   é   o   mesmo   que   perder   a   consciência. É    quando    a    energia    de    um    Orixá    passa perto     de     uma     pessoa     que     não     está preparada    para    receber    tamanha    carga, sendo   assim   está   pessoa   cai   desfalecida, esse   fenômeno   é   chamado   de   BOLAR   NO ORIXÁ. Na verdade, O ato de Bolar é uma declaração pública de que aquele determinado Orixá quer a iniciação da pessoa, uma forma de chamar a atenção. Mas vale lembrar, que quando está bolado no Orixá não quer dizer que a pessoa esteja manifestada no Orixá, na verdade alí e o adormecimento dos sentidos corporais (desmaiada), mas Orí está acordado. A PESSOA QUE BOLAR TEM QUE INICIAR NO ORIXÁ ? Não,    se    iniciar    no    Orixa    é    uma    escolha pessoal, sua! O   Orixá   manifesta   a   necessidade   daquela pessoa   por   uma   iniciação,   mas   não   obriga ninguém   a   se   iniciar.   (   leia   sobre   iniciação em outra postagem nesse blog). Quando   a   pessoa   é   acordada   deste   estado, lhe   é   contado   o   que   aconteceu   e   dali   pra frente   às   decisões   a   serem   tomadas   partem dela, iniciar ou não! Orixá   não   obriga   e   nem   "cobra"   ninguém   a nada.   Essa   história   de   que   se   bolar   tem que    sair    raspada    do    barracão    pois    pode morrer   é   mentira,   pois   o   Orixá   entende   que a   pessoa   tem   que   ajustar   a   vida   aqui   fora, levantar   o   dinheiro   e   se   preparar      pra   entrar em     Roncó,     pois     a     iniciação     deve     ser realizada      com      total      consentimento      e concordância    do    iniciado    com    alegria    e amor    por    renascer    para    uma    nova        vida através    do    Orixá    é    para    evitar    futuros arrependimentos    e    pior    o    abandono    da pessoa. Quando   a   pessoa   bola   durante   um   festa   de orixá   ela   é   coberta   com   um   pano   branco   e ela   é   carregada   para   o   interior   da   Casa.   é    desvirada    (acordada    ou    despertada)    e comunicada   do   acontecimento.   Se   desejar, já    permanecerá    para    a    iniciação    e    seus familiares   e   futuros   irmãos   de   santo   farão os    preparativos.    Na    maioria    das    vezes, volta   para   casa,   ficando   o   assunto   para   ser decidido mais tarde. Se    a    pessoa    mesmo    tendo    bolado    não desejar   se   iniciar   é   recomendado   que   para não      sofrer      perseguição      de      energias negativas     devido     sua     mediunidade     e desequilíbrio   energético   fazer   uns   ebós   e   o Bori      (alimentar      a      cabeça)para      poder continuar sua vida normalmente. Se     permanecer     no     terreiro,     será     na qualidade      de      Abíyán,      uma      aspirante (recém-introduzida     dentro     do     culto     ou aquele   que   não   iniciado   como   Elegun   "feito de Orixá").
TEL FIXO 11 5513-6064