BRUXO REGINALDO
BRUXO REGINALDO Fazemos e desfazemos qualquer tipo de trabalho espiritual não importa o seu problema tenho certeza que juntos acharemos uma solução para o seu problema consultas com hora marcada através de búzios cartas ciganas  telefones de contato  TEL FIXO   011-5513-6064 OU 11-3492-0169 VÍDEO AULAS APRENDA A FAZER SIMPATIAS  BRUXARIAS RITUAIS PARA TUDO E PARA TODOS OS FINS COMFIRA NO LINK ABAIXO
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS VOLTAR PRÓXIMA HOME
Ika meji  Ika    está    intimamente    ligado    com    os    ventos    quentes    que    trazem doenças    contagiosas    e    epidemias,    e    a    imprevisibilidade    com    que atacar.   Ika   também   é   conhecido   como   "o   controlador",   ajudando   o cliente   a   manter   o   controle   de   aleatoriedade   destrutiva   em   sua   vida, entre outras coisas, antendo uma disciplina espiritual constante. Este    Odù    significa    muitas    preocupações        e    portanto        pede    por moderação.  Com o correto sacrifício é possível exercer controle. Filhos   desse   Odù   estão      sempre   cercados   por   pessoas      que   são   predispostas   a   impor dor   aos   outros   ou   que   tem      prazer   no   sofrimento   dos   outros.      Eles   têm   que   estar constantemente   prevenidos   devido   a   eles   não   poderem   contar   com   família   ou   amigos para ajudar.   Observação ocidental: Esse é um bom momento para concepção. Odù   Ikameji      ocupa   o   décimo   primeiro   lugar   na   ordem   fixa   de   Òrúnmìlà.   Uma   pessoa   irá sempre colher o que plantou. Os   filhos   de   Ikameji   necessitam   propiciar   suas   cabeças   (ori)   frequentemente   de   forma   a fazer   as   escolhas   corretas.   Se   Ikameji   é   lançado   para   um   cliente,   Ifá   diz   que   este enfrenta  dificuldades. O   cliente   tem   inimigos   ciumentos   que   estão   tentando   bloquear   suas   oportunidades.   Ele ou   ela   está   sofrendo   com   a   falta   de   filhos   confiáveis   e   com   necessidades   financeiras. Mas   se   o   cliente   realizar   os   sacrifícios   apropriados   para   Ifá   e   Ògún,   ele   ou   ela   terá oportunidades ilimitadas para se tornar produtivo(a) e bem sucedido(a).    Odan-geje   awo Ata-nde   consultou   Ifá   para   Eyin   (fru   to   da   palmeira).   Ele   foi   orientado   a fazer   sacrifício   por   causa   de   aborrecimentos:   um   galo   e   qual   quer   coisa   que   o   Babalawo escolhesse ter como sacrifício.    Eyin   disse   que,   com   a   magnífica   coroa   em   sua   cabeça   ,   ele   jamais   admitiria   ir   à qualquer   Babalawo   para   fazer   sacrifício.   Ele   se   recusou   abruptamente   a   fazer   sacrifício. Ifá diz: Qualquer um para quem este Ifá for divinado estará com problemas.    Etusesefi’nu-igbose’le,   Oniwakawakafi’nu-isase   ‘budo   quando   aqueles   que   consultaram Ifá   para   Bara Agbonniregun,   que   estava   indo   a   Ife   para   começar   um   parto.   Foi   dito   a   ele para sacrificar dois grãos de milho e duas galinhas. Ele   realizou   o   sacrifício.   Ele   plantou   o   milho,   o   qual   ele   colheu   quando   ficou   maduro para propiciar sua cabeça (ori). Eles   disseram:   Aquele   que   cortou   duas   folhas   (palha   s)   de   milho   para   deificar   sua cabeça   deveria   ser   chamado   Ikameji.   Qualquer   um   para   quem   este   Odù   é   divinado   terá muitos filhos. ou se tornará bem sucedido no mundo. Ojojose-idibere   consultou   Ifá         para   Òrúnmìlà   quando   sua   esposa   estava   prestes   a cometer   adultério.   Foi   pedido   a   ele   para   sacrificar   duas   cabeças   de   cobra   e   uma   corda de escalar para evitar que as pessoas seduzissem sua esposa. Ele   seguiu   o   conselho   e   realizou   o   sacrifício.   Oye   e   Owore   eram   rivais   de   Òrúnmìlà. Eles   eram   incapazes   de   seduzir   a   esposa   de   Òrúnmìlà   porque   Òrúnmìlà   tinha   realizado o sacrifício. A esposa de Òrúnmìlà se chama Ope.            Omipensen-akodun-koro   consultou   Ifá   para   Ògún   quando   ele   ia   atacar   a   cidade   de   seu inimigo.   Foi   orientado   a   ele   sacrificar   um   pequeno   barril   de   vinho   de   palmeira,   um inhame assado, e azeite-de-dendê. Ògún se recusou a fazer o sacrifício. Os   Babalawos   disseram:   Ifá   diz   que   ele   será   envenenado   lá   antes   de   voltar   para   casa porque   ele   se   recusou   a   realizar   o   sacrifício   prescrito.   Ele   foi   lá,   lutou,   e   venceu   a batalha.   Em   seu   caminho   de   volta   para   casa,   um   de   seus   homens   lhe   ofereceu   um pedaço de inhame assado, que ele comeu.    O   inhame   grudou   em   sua   garganta   e   ele   ficou   incapacitado   de   engoli-lo.   Por   fim,   ele não   conseguia   falar.      Se   você   falar   com   ele,   ele   usará   sua   cabeça   e   suas   mãos   para articular suas respostas até hoje. Característica dos filhos desse odu; São   pessoas   muito   inteligentes,   gostam   muito   de   ler   e   escrever,   são   inclinadas   para iniciação nos Orixás e são muito interesseiras.