Contatos 11 3492-0169 11-5513-6064        11- 98255-6755 HOME VOLTAR PRÓXIMA TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
BOIADEIROS Alguns    Caboclos,    também    chefes    de    terreiro,    continuam    em    Terra    para    ajudar    no desenvolvimento   dos   médiuns   e   a   gira   de   Boiadeiro   começa   dentro   da   gira   de   Caboclos. Os   Boiadeiros   vêm   dentro   da   corrente   de   Oxóssi,   dos   Caboclos.   Eles   são   entidades   que representam   a   natureza   desbravadora,   romântica,   simples   e   persistente   do   homem   do sertão,   "o   caboclo   sertanejo".   São   os   Vaqueiros,   Boiadeiros,   Laçadores,   Peões.   O   mestiço Brasileiro, filho de branco com índio, índio com negro e assim vai. Sofreram preconceitos, como os "sem raça", sem definição de sua origem. Ganhando   a   terra   do   sertão   com   seu   trabalho   e   luta,   mas   respeitando   a   natureza   e aprendendo,   um   pouco   com   o   índio:   suas   ervas,   plantas   e   curas;   e   um   pouco   do   negro, seus   Orixás,   mirongas   e   feitiços;   e   um   pouco   do   branco:   sua   religião   (posteriormente misturada com a do índio e a do negro, sincretismo), e sua língua, entre outras coisas. Os   Boiadeiros   representam   a   própria   essência   da   miscigenação   do   povo   brasileiro:   nossos   costumes,   crendices, superstições e fé. No   Terreiro   os   Boiadeiros   vêm   "descendo   em   seus   aparelhos"   como   estivessem   laçando   seu   gado,   dançando, bradando, enfim, criando seu ambiente de trabalho e vibração. Com   seus   chicotes   e   laços   vão   quebrando   as   energias   negativas   e   descarregando   os   médiuns,   o   terreiro   e   as pessoas da assistência. Em   grande   parte,   o   trabalho   dos   Boiadeiros   e   no   descarrego   e   no   preparo   dos   médiuns.   Os   fortalecendo   dentro   da mediunidade, abrindo a portas para a entrada dos outros guias e tornando-se grandes protetores, como os Exus. Dá   mesma   maneira   que   os   Pretos-Velhos   representam   a   humildade,   os   Boiadeiros   representam   a   liberdade   e   a determinação   que   existe   no   homem   do   campo   e   a   sua   necessidade   de   conviver   com   a   natureza   e   os   animais,   sempre de maneira simples, mas com uma força e fé muito grande. Os   Boiadeiros   em   seus   trabalhos   bebem   vinho   ou   maráfa   (aguardente),   e   fumam   cigarro,   cigarro   de   palha   e   charutos. Quando   o   médium   é   mulher   e   o   Boiadeiro   (entidade),   é   homem,   freqüentemente,   a   entidade   pede   para   que   seja colocado    um    pano,    bem    apertado,    cobrindo    o    formato    os    seios.    Estes    panos    acabam,    por    vezes,    como    um identificador da entidade, e até a sua linha mais forte de atuação, pela sua cor ou composição de cores.