Contatos 11 3492-0169 11-5513-6064        11- 98255-6755 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS VOLTAR PRÓXIMA HOME
MARAVILHAS DAS SIMPATIAS CIGANAS PARA ATRAIR SORTE PARA UM CASAMENTO Quando duas pessoas se casavam entre os highlanders da Escócia, diversos rituais eram cumpridos para assegurar a fertilidade da mulher, a masculinidade do marido, uma prole numerosa, riquezas e outros. Particularmente para que a sorte jamais abandonasse os dois e tudo que quisessem se realizasse, durante o banquete de núpcias o noivo enchia a chamada taça do amor com vinho e ela era passada para a próxima pessoa a sua direita tomar um gole. A taça percorria todo o salão, passando de mão em mão pela mesa circular, até retornar ao noivo que, finalmente, bebia o que restava na taça.
PARA O AZAR NÃO ENTRAR EM SUA CASA  Esta prática muito antiga ainda hoje é observada em muitas localidades do interior. Nenhum pai ou mãe visita uma casa amiga, antes de ter batizado o filho recém-nascido. Segundo se sabe, a criança pagã é um receptáculo de toda sorte de maus fluídos e azares que são transmitidos aos seus pais e que só são anulados com o óleo santo do batismo. PARA TER SORTE COM UM BARCO   Desde a mais remota antigüidade, todo marujo sabe que não se leva um cão para bordo de um barco. O único animal permitido é o gato, que atrai sorte para a embarcação. Do mesmo modo, jamais se deve assobiar numa embarcação, quando o tempo está chuvoso, pois atrairá o vento. Se houver calmaria, assobiar fará ventar. Um outro cuidado muito importante é jamais iniciar uma jornada, por menor que seja, numa sexta-feira. Nesse dia o barco já deverá estar no mar ou deverá esperar o final do dia para isso. PARA SABER SEUS DIAS DE AZAR Na Babilônia, o dia sete e seus múltiplos eram considerados dias de azar e nenhuma consulta aos oráculos poderia ser feita nesse dia, bem como iniciados negócios, namoros ou realizados casamentos. Os magos da Idade Média, após criteriosos cálculos que levaram em conta a astrologia e outras ciências, chegaram à conclusão que os dias de sorte de qualquer pessoa são  dias do seu nascimento e os demais que resultarem desse número, acrescentado do número nove. Por outro lado, os dias de azar são os que resultarem da soma do dia do nascimento mais sete e assim sucessivamente. Exemplos: Nascimento dia 5 - dias de sorte: 5, 14 e 23; dias de azar: 12, 19 e 26. PARA TER SORTE NOS EMPREENDIMENTOS Estudos antigos de astrologia, realizados na Índia ainda, indicavam que a lua podia ser favorável ou não ao início de novos empreendimentos e que certas datas deveriam ser observadas. O primeiro dia da Lua Nova era particularmente negativo para qualquer novo negócio, bem como todos os dias da Lua Minguante. PARA SABER O DIA DE SORTE NA SEMANA O dia de sorte de cada pessoa dentro da semana e determinado, segundo os astrólogos antigos, pelo seu planeta regente. Assim, tudo que precisasse ser iniciado ou encerrado era deixado para ser feito no dia do planeta regente, como forma de evitar que qualquer coisa desse errado. São os seguintes os planetas e os dias de sorte na semana: Sol: Domingo Lua: Segunda-feira Marte: Terça-feira Mercúrio: Quarta-feira Júpiter: Quinta-feira Vênus: Sexta-feira Saturno: Sábado PARA USAR AS CORES DA SORTE  Os antigos astrólogos levantaram também as cores de cada signo, conforme o planeta que o rege. Essa cor deve ser usada no dia de sorte do signo para potencializar as boas influências zodiacais. São essas as cores, conforme o planeta regente: Sol: Ouro ou amarelo Lua: Prata ou branco Marte: Vermelho  Mercúrio: Púrpura Júpiter: Violeta ou azul Vênus: Turquesa ou verde Saturno: Preto VIAGENS Para o povo cigano, as viagens sempre significaram a própria vida e o conceito de liberdade tem uma amplidão desconhecida dos "gadjos", que vêem no sedentarismo a razão de ser de sua cultura e do seu modo de viver. Não ter uma base fixa nem um país fixo faz do cigano um cidadão do mundo e assim ele se comporta, circulando por entre as diversas culturas com desenvoltura, somando conhecimentos e experiências que exigiriam muitas vidas comuns para serem experimentadas. Viajar é a razão de ser de toda a sua cultura que, sem ter elementos fixos, enriquece-se justamente com essa multiplicidade de detalhes, que eles vão recolhendo das culturas dos povos por onde passam e aprendem. Viajar é tão enraizado na vida do cigano que, ao nascer, sua mãe lhe faz a primeira simpatia da vida, justamente aquela destinada a fazê-lo um cigano legítimo, amante da liberdade, da música, da boa bebida e da boa comida. Além dessa, muitas outras simpatias vêm se somar, todas demonstrando a preocupação com a preservação disso que eles consideram a essência verdadeira da alma cigana: o gosto pelas viagens. PARA AMAR A LIBERDADE O objetivo desta simpatia não é o de apenas preparar o espírito do cigano recémnascido para amar as viagens, mas para amar, acima de tudo, o espírito de liberdade que o fato de não ter amarras e poder ir para onde quiser representa. Essa preocupação é tão grande que, quando nasce uma criança cigana, nenhum nó ou laço é usado em suas roupas nem em seus sapatos. Além disso, tão logo seu nome seja escolhido, ele é sussurrado ao vento, pelo pai, que se voltará na direção dos quatro pontos cardeais, murmurando o nome do filho três vezes em cada posição.  PARA TER SORTE NUMA VIAGEM A vontade de viajar e de encontrar prazer nisso é muito grande entre os ciganos. Ninguém imagina uma viagem frustrada ou infeliz, fazendo todo o possível para prevenir qualquer eventualidade.  Uma das providências mais antigas era lavar o aro das rodas das carroças com uma mistura de água, sal e pétalas de rosas brancas. Hoje em dia, como a maior parte das viagens já são feias em modernos furgões ou "motor-homes", a simpatia consiste em lavar todos os vidros do veículo com essa água. PARA TER BOAS COMPANHIAS Uma viagem solitária não é uma viagem agradável para um cigano. Para onde for, é preciso que pessoas como ele estejam em sua companhia para tornar o caminho agradável. A escolha dos companheiros de viagem é importante e uma simpatia antiga recomenda certo critério na escolha dele, para que disso resulte um ambiente harmônico, onde as diferentes personalidades se equilibrem. Para isso, procuravam levar consigo pessoas com nomes iniciados por letras diferentes, evitando repetições. Ou, então, faziam a seleção conforme o tipo de companheiros que desejava, baseado nesse mesmo princípio. O importante a ser considerado era a forma como a pessoa era normalmente chamada. Nisso podia ser considerado o primeiro nome, o sobrenome e até um apelido. O que fosse mais comum deveria prevalecer. A escolha dos parceiros considerava as seguintes características paa cada letra inicial dos nomes das pessoas: A: pessoa de muita vitalidade e força, mas facilmente irritável. B: capaz de dirigir outras pessoas com generosidade e bondade, mas pode ser um tanto teimosa. C: prática e de bom senso, podendo ser impulsiva. D: criteriosa em todos os sentidos, mas pode se tornar violenta. E: versátil e de muita imaginação, precisa ser estimulada para deixar de lado a timidez. F: movida pela justiça e pela inteligência, mas um tanto orgulhosa. G: realista, com tendências ao isolamento, que precisa ter atividades constantemente. H: numerosos talentos, inclusive artísticos, mas intragável quando se deixa levar por fanfarronices. I: idealista e esforçado, mas precisa ser monitorado por causa de sua inconstância. J: enérgica, intuitiva e eloqüente, mas dado a intrigas. K: discreta, sóbria, mas precisa controlar o entusiasmo. L: versátil em qualquer situação fora de casa, desde que não lhe provoquem o ódio ou o ciúme.  M: religiosa, gosta de conforto e riqueza, devendo controlar os excessos de comida e bebida. N: indecisa, medrosa e impulsiva, precisa dos amigos para dominar sua personalidade irritável e imprevisível. O: constante e sincera nas amizades, podendo tender ao egoísmo. P: artista, precisa dos amigos para desenvolver o bom senso que o levará ao sucesso pela arte. Q: sagaz e audaz, pode pecar pelo excesso de otimismo. R: persuasiva, ardilosa e inventiva, precisa controlar as energias para ter sucesso. S: versátil e talentosa, se não se deixar levar pela desorganização e pela sovinice. T: realista e impulsiva, pode se tornar inquieta, nervosa e petulante. U: honesta e devotada, deve controlar o exagero, a intolerância e o fanatismo. V: apreciadora da poesia e da música, mas às vezes avessa à confraternização. W: original e hábil para os negócios, prejudicada às vezes pela indolência. X: sente-se à vontade do meio de pessoas, embora um tanto sonhadora. Y: lutadora e corajosa, mas um tanto impulsiva. Z: hábil e respeitosa com as outras pessoas, costuma se vangloriar muito de seus feitos. PARA TER PRAZER NA VIAGEM Toda viagem é como uma aula de vida para um cigano, onde ele encontra, acima de tudo, prazer. O prazer de estar em liberdade, de se encontrar com pessoas, de aprender sempre coisas novas e poder mostrar o que sabe e o que pode fazer. A liberdade para viajar é, também, uma liberdade para ter prazer, por isso, no momento da partida, o cigano despetala uma rosa vermelha para lembrar de onde partiu e espeta uma rosa em botão na camisa para lembrar que, ao desabrochar durante a viagem, aquele botão lhe dará a mesma alegria da rosa que ele deixou cair quando partiu. PARA TER LUCRO NA VIAGEM Não apenas puro prazer, mas as viagens para os ciganos são também oportunidades de praticar uma de suas maiores artes, que é a de negociar. Haverá sempre um negócio esperando por ele em cada ponto de parada. E não houver, ele, com sua habilidade, saberá como provocá-la. Para isso, antes de partir, ele deixa com sua mãe, sua mulher ou sua filha uma moeda de ouro ou prata, para que ela cuide, enquanto ele viaja. Pelo menos uma moeda igual  àquela, no mesmo valor, ele há de trazer como lucro de sua viagem. PARA PREVER O RESULTADO DE UMA VIAGEM Como mestres na arte da cartomancia, um cigano pode antecipar os resultados de uma viagem, simplesmente consultando o baralho. Essa consulta, no entanto, nunca é feita por ele pessoalmente, mas por uma mulher ligada a ele, a mãe, uma irmã, a esposa, uma filha, uma sobrinha ou coisa assim. Para tanto, basta ele pedir que lhe vejam o resultado da viagem no baralho. A mulher, então, embaralhará as cartas, depois dará para que ele corte. Com a mão direita ele segurará uma porção de cartas, cortando e virando o maço que ficou em sua mão, exibindo a carta. Conforme o naipe retirado, será a interpretação do resultado da viagem, conforme a seguinte convenção:  NAIPE DE COPAS: Sucesso total. NAIPE DE PAUS: Sucesso parcial, há alguns detalhes que merecem ser melhor analisados. NAIPE DE OUROS: A viagem não será de todo perdida, mas os resultados estarão aquém das expectativas. NAIPE DE ESPADAS: Não viaje. PARA ENCONTRAR UMA PESSOA Uma viagem pode ser feita com um fim específico de encontrar uma pessoa, principalmente se for do sexo oposto. Segredos e mistérios também fazem parte da alma cigana, por isso esta simpatia é sempre feita escondida, de forma que ninguém fique sabendo que ela foi feita. Quando um cigano ou uma cigano inicia uma viagem ao encontro de uma pessoa do sexo oposto e quer ter a certeza de que a encontrará a sua espera, costuma pregar, no interior de sua blusa ou camisa, à altura do coração, um botão de quatro furos feito de madeira. Após o encontro, o botão deverá ser retirado para não provocar confusões no regresso. PARA VIAJAR FORA DO PAÍS Esta simpatia já foi registrada no interior de Minas Gerais, mais precisamente na cidade de Governador Valadares, e em cidades do Nordeste do país, feita por pessoas que desejam viajar para fora do país. Para tanto, basta formular o desejo na boca do pé direito de um sapato novo, depois guardá-lo, junto ao seu par, virados de boca para baixo, numa caixa de papelão. PARA VIAJAR FORA DO CONTINENTE   Esta pode ser considerada uma variação da simpatia anterior, mas o destino da viagem é sempre mais longe, além do próprio continente, como alguém estando no Brasil e desejando ir conhecer a Europa ou alguém na Ásia querer conhecer a América. Para tanto, o desejo deve ser formulado na boca dos dois pés de sapatos novos, depois guardados como indicado na simpatia anterior. PARA UM BREVE REGRESSO Quem parte quer se demorar o máximo possível, mas quem fica deseja que a pessoa regresse logo. Se existe uma simpatia para prolongar uma viagem, existe uma outra mais forte, destinada a fazer com que a pessoa que viajou regresse depressa. Assim que ela partir, basta pegar a última xícara, último copo ou última caneca que ela usou e, sem lavá-la, virá- la de boca para baixo e deixar sobre um envelope de carta vazio e em branco.  FEMININAS A beleza da mulher cigana sempre impressionou as demais mulheres e fascinou os homens de toda parte. Essa beleza mística, onde se misturam elementos orientais e ocidentais numa harmonia mágica e sempre perturbadora, já inspirou grandes artistas, que a imortalizaram. O mistério dessa beleza não se resume a um segredo, mas a muitos e muitos segredos, englobados no que se convencionou chamar de "beleza interior", isto é, uma beleza que parece vir de dentro para fora. Seja na pele, nos cabelos, nos olhos, no sorriso, nos dentes ou na forma do corpo, tudo nela é agradável aos olhos. Seus movimentos, quando anda ou dança, sua maneira de olhar e enfeitiçar e seu jeito espontâneo de ser enfeitiçam e prendem a atenção. Junto dela, não há homem que não se sinta perturbado e fascinado. Tudo numa cigana é envolvente e ardente, mas, ao mesmo tempo, terno e repousante, numa convivência harmônica de contrastes que não é encontrada em nenhuma outra raça. Os segredos vão desde os cuidados com os cabelos e as unhas até a escolha do perfume correto. Aliás, é na escolha desse perfume que a mulher cigana esconde um de seus mais tradicionais segredos: o da milenar arte do perfume, criada pelos egípcios.   PARA CATIVAR UM HOMEM PELO PERFUME A escolha do perfume por uma cigana não oferece muitas dificuldades para elas, que buscam aquelas fragrâncias mais adequadas ao seu signo, dentre as inúmeras opções existentes no mercado. Mesmo as mulheres de um mesmo signo não se prendem a uma mesma marca, mas às essências contidas no perfume.  Essa escolha se faz pelo gosto pessoal, desde que o perfume em questão contenha as essências certas. Para que você possa fazer o mesmo e potencializar ao máximo os efeitos do seu perfume, escolha aquele que apresentar as características idéias de seu signo, conforme a tabela abaixo, fruto da milenar arte aromática dos egípcios antigos: - ÁRIES: essências amadeiradas com toque de ervas. - TOURO: bálsamo com toque almiscarado. - GÊMEOS: lavanda suave. - CÂNCER: floral com acento de flores de violeta. - LEÃO: sândalo. - VIRGEM: ervas. - LIBRA: rosa. - ESCORPIÃO: base floral com uma essência exótica. - SAGITÁRIO: especiarias. - CAPRICÓRNIO: musgo, madeiras aromáticas e lírio. - AQUÁRIO: raízes aromáticas. - PEIXES: flores com frutas silvestres. PARA REALÇAR OS DETALHES DE BELEZA Para as ciganas, cada uma delas têm uma beleza única e, partindo desse princípio, cabe a cada uma delas encontrar a melhor forma de realçar os detalhes de beleza que devem se sobressair para que o conjunto seja sempre harmônico. Isso se faz de uma forma cíclica, observando-se atentamente os ciclos da natureza e fazendo-os se refletir interiormente em rituais simples e naturais. Assim, essa beleza é constituída de ciclos que obedecem as seguintes convenções: O DIA: Cada novo dia é um ciclo, encerrando quatro preocupações. No amanhecer, a preocupação deve ser com os cabelos, o rosto e o sorriso, buscando alegrar-se para irradiar a beleza interior. Para tanto, ainda em jejum, coloque na janela um espelho, de forma que ele reflita a luz do sol. Em seguida, vire o espelho para você e se olhe demoradamente, sentindo que o espelho irradia luz e calor e que seu rosto capta e irradia da mesma forma. No meio do dia, a preocupação é com os ombros, seios, ventre e membros superiores. Para energizar-se, fique em pé ao sol por algum tempo, de olhos fechados, sentindo a luz e o calor do sol caindo em sua cabeça e ombros e deslizando pelo seu corpo. Você não precisa mais do que cinco ou dez segundos para isso, depois que se habitua. Ao entardecer, dê atenção ao corpo da cintura para baixo, andando descalça na terra por alguns instantes, o suficiente para descarregar todas as energias que se acumularam na parte inferior de seu corpo. À noite, é o momento de relaxar por alguns instantes numa banheira ou sob a água corrente, depois, com o corpo limpo, ficar por instantes sob o luar ou sob a luz das estrelas para captar a energia irradiadora. AS ESTAÇÕES: Na primavera a cigana celebra o fim do inverno e o desabrochar da vida novamente. Para festejar isso ela sempre tem uma roupa branca nova para pôr no primeiro dia da primavera e receber essa estação do ano tão cheia de energias e vibrações. No verão é o tempo de assimilar ao máximo as energias do sol, se possível em contato com o mar, para que o equilíbrio seja completo. A energia do sol torna a mulher radiante no verão, quando ela exibe toda a beleza que a primavera fez renascer dentro dela. Ao chegar o outono, a mulher prepara seu corpo para armazenar a energia que terá de irradiar no inverno, por isso diminui suas atividades, principalmente seu contato com o mar. Para armazenar essa energia, deve se olhar no espelho por alguns instantes, sempre que retornar para dentro de casa, seja a hora que for. No inverno a beleza da mulher tem um novo tom, não ofuscado, mas tranqüilo e quente, perturbando e fascinando ao mesmo tempo. Para isso, no primeiro dia do inverno oficial, pegue uma roupa velha e dê-a de presente para uma pessoa necessitada, que não seja parente sua. A LUA: Na Lua Minguante a mulher aproveita para planejar o seu novo ciclo de beleza. Não deve mexer no corpo, nem cortar unha, nem cortar o cabelo, a menos que deseje que ele cresça menos. Mesmo assim, é aconselhável fazê-lo na Lua Nova. Nesse período minguante ela deve consertar suas roupas, limpar os sapatos, pregar botões caídos ou outros consertos. Para enfrentar adequadamente este período, acenda uma vela branca no primeiro dia, mas só a deixe queimar por sete minutos. Repita no dia seguinte e assim por diante. Só a deixe se queimar toda no último dia da Lua Minguante. Beba bastante água. A Lua Nova é o momento da renovação, do corte de cabelo, do tratamento de pele e de cuidar das unhas. Período em que ela deve procurar usar uma jóia de prata ao pescoço. Tome bastante chá de ervas de sua preferência, adoçado com mel. Na Lua Crescente os projetos e os amores devem ser iniciados ou procurados. Começar a preparar sua beleza interior para explodir em toda a sua beleza na primeira noite de Lua Cheia. Para isso, acenda uma vela vermelha toda noite. Beba bastante suco de frutas, legumes e verduras. Quando chegar a Lua Cheia, o período deve ser aproveitado ao máximo para irradiar a sua beleza, aparecendo para os outros, dançando, cantando, fazendo visitas, indo a festas e viajando. Para manter o pique de sua beleza nesse período, toda noite, antes de se deitar, molhe um lenço vermelho em um chá morno de camomila e aplique-o no rosto, até esfriar. Repita todas as noites de Lua Cheia. Beba champanhe e vinho branco levemente gelado. PARA REALÇAR A BELEZA COM AS PLANTAS  Dentro do conceito de que a beleza deve ser o espelho de um equilíbrio interno, uma das recomendações das simpatias ciganas é que os vegetais a serem utilizados pela mulher obedeçam às determinações astrológicas. Para isso, um alimento específico não pode faltar em sua alimentação diária e, para os chás, poções, compressas e outros usos, ervas e raízes apropriadas, conforme seu signo. De acordo com cada um deles, relacionaremos em primeiro lugar o alimento e, em seguida, as ervas. ÁRIES: tomate, hortelã, camomila, cravo-da-índia e alfazema.  TOURO: aipo, capim-cidreira, artemísia e poejo. GÊMEOS: alface/couve-flor, canela, manjericão e babosa. CÂNCER: agrião, aveia, malva, sementes de abóbora e melissa.  LEÃO: laranja, louro, laranjeira, cevada e alecrim. VIRGEM: limão, erva-doce, losna e babosa. LIBRA: morango, erva-pombinha e salsa. ESCORPIÃO: ameixas, sálvia, gengibre, mentruz e catuaba. SAGITÁRIO: pepino, boldo, guiné e cipó-cruzeiro. CAPRICÓRNIO: repolho, carquejo, limoeiro, açafrão e musgo. AQUÁRIO: romã, eucalipto, maracujá e ipê-roxo.  PEIXES: melão, agrião, aveia e malva. PARA REALÇAR OS CABELOS  Pode parecer estranho para os "gadjos", mas o uso de pentes feitos de madeira já é uma prática muito antiga entre os ciganos. Além da madeira, costumam ter pentes feitos com metais, como o cobre, o ouro, a prata e o chumbo. Cada um deles têm a sua utilidade, mas o mais importante é o de madeira, pois normalmente é mandado fazer com uma madeira balsâmica e perfumada, que transmite esse perfume aos cabelos. Como hoje em dia isso é praticamente impossível, principalmente considerando que as madeiras desse tipo se encontram em fase de extinção, você pode fazer uma simpatia que funcionará da mesma forma. Pegue seu pente de madeira, molhe-o com sua essência preferida, depois embrulhe-o num pano vermelho. Só o use à noite, penteando primeiro os cabelos para a frente e depois para trás.  PARA UM SORRISO ENCANTADOR As ciganas da nova geração abominam o uso de ouro nos dentes, mas isso já esteve muito em moda até há algum tempo atrás. Hoje, além de se preocuparem muito com os cuidados normais, inclusive com visitas rotineiras ao dentista, usam uma simpatia cuja origem remonta aos velhos cultos da Lua, no período anterior à Inquisição. Durante o período da Lua Nova e da Lua Crescente, elas usam esfregar seus dentes antes de dormir com um lenço amarelo ou alaranjado. No primeiro dia da Lua Cheia, antes de escurecer, esse lenço é queimado.